O que são fontes de energia renováveis?

O que são fontes de energia renováveis?

24/04/2020

Existem diversas maneiras de gerar energia. Algumas delas, como as que usam combustíveis fósseis e nucleares como fonte, apesar de eficientes, apresentam alguns problemas: além do grande impacto ambiental que causam, esses combustíveis provêm de matérias orgânicas não renováveis. Isso significa que apesar de terem origem natural, esses combustíveis demoraram milhões de anos para se formarem, e após seu esgotamento, outros tantos séculos serão necessários para que sejam gerados novamente. Por isso são reconhecidos como recursos finitos. 

Observando esse cenário, fica claro que precisamos de fontes de energia alternativas inesgotáveis. É por isso que hoje em dia se fala tanto em fontes renováveis. A partir delas, é possível gerar energia por meio de recursos naturais que se regeneram rapidamente ou que são ativos permanentemente, como o sol e o vento, por exemplo. 

O Brasil é um dos países que mais utiliza esse tipo de energia no mundo. As principais modalidades renováveis por aqui são a hidrelétrica, eólica, solar e de biomassa, mas em outras partes do mundo a energia da terra (geotérmica) e das marés também são bastante utilizadas. 

  • Solar

Apesar de o efeito fotovoltaico ter sido descoberto muito antes, a energia solar só começou a ser vista como uma maneira real de produzir energia na década de 1920. Antes disso, o preço dos equipamentos fazia com que as pessoas descartassem a energia fotovoltaica como opção de fonte energética. O cientista Albert Einstein foi um dos grandes responsáveis pelos avanços que tornaram essa modalidade mais democrática e acessível a mais gente. 

  • Biomassa

A produção de energia usando a queima de material orgânico é uma técnica mais antiga do que parece. Na verdade, é uma das práticas mais antigas da humanidade, já que surgiu junto com a descoberta do fogo. A queima de lenha, por exemplo, pode ser considerada uma forma de energia de biomassa. 

Apesar de ser uma técnica antiga, ganhou grande importância durante a década de 1970, por conta da crise do petróleo que afetou o mundo inteiro. Hoje em dia, vários resíduos como o bagaço de cana-de-açúcar, resíduos florestais, resíduos agrícolas e casca de arroz são usados para produzir energia.  

Segundo a Aneel, é a 4ª fonte de energia mais explorada no Brasil, ficando atrás apenas da hidrelétrica, de combustíveis fósseis e da eólica. 

  • Marés

Essa modalidade tem sido utilizada desde o desde o século XI, quando franceses e ingleses utilizavam essa técnica para a movimentar pequenos moinhos. Mas demorou bastante para chegar a um modelo similar ao que temos hoje. Só em 1967 foi construída uma barragem na França para aproveitar o potencial energético das marés.

  • Hidrelétrica

O uso da energia hidrelétrica começou a ficar popular durante o século 19, quando em um trecho das cataratas do Niágara foi construída a primeira usina dessa modalidade. Na época, o carvão era o principal combustível e o petróleo ainda não era muito utilizado. Atualmente a energia hidrelétrica representa mais de 60% da potência energética gerada no Brasil, segundo a Aneel.

  • Geotérmica

A primeira estação de produção de energia geotérmica surgiu um pouco antes da primeira guerra mundial, em 1913. Apesar de ser um método antigo, ainda é pouco utilizado no mundo todo, já que a estrutura necessária para gerar energia a partir do calor da Terra é cara e sua eficiência é baixa quando comparada a outros meios de produção de energia. 

  • Eólica

Apesar de ter uma origem bem mais antiga, a energia eólica passou a ter uma importância maior e funcionar de uma forma similar a que temos hoje após a crise do petróleo de 1973. Apesar de as turbinas eólicas terem sido inventadas na década de 1950, seu uso não era tão popular quanto hoje. Atualmente, o país que mais produz esse tipo de energia é a China. O Brasil ocupa o oitavo lugar

Compartilhe nas redes sociais

Matérias Relacionadas

Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, analisar tráfego e proporcionar uma experiência mais segura para os nossos usuários. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações. Aceitar