O que é economia circular?

O que é economia circular?

29/10/2020

Crescimento econômico, práticas mais sustentáveis e bem-estar humano. Esses são alguns dos pilares que fazem parte da economia circular. O tema cada vez mais presente na sociedade, pode ser explicado de forma simples e para quem não conhece a gente garante: este é um bom momento para ficar por dentro! 

Então, o que é economia circular?  Basicamente, o termo se refere a um conceito econômico que está atrelado ao desenvolvimento sustentável. A ideia é que todo resíduo de uma indústria possa gerar insumo para matéria-prima reciclada de outra indústria ou para a própria. Ou seja, é como se não existisse lixo e tudo pudesse, através de uma rotatividade, ser reaproveitado. 

Leia também: O consumo consciente na sociedade

Economia linear e circular

Bem legal, né? Mas para implantar a ideia na sociedade é preciso construir uma visão contínua e cíclica de produção, que vai além do que estamos acostumados. Por isso, é importante primeiramente entender como acontece a economia linear, o atual modelo de produção presente em grande parte do mundo, que se baseia em: extração, produção e descarte. 

E qual o grande problema disso?  A questão é que a cultura linear estabelece os recursos como finitos, produzindo toneladas de resíduos inutilizados e uma poluição cada vez mais acelerada no planeta. Inclusive, o biogás é uma das alternativas que busca aproveitar  esses resíduos e diminuir a sobrecarga do planeta.

Você viu? Órigo completa 1 ano da fazenda de biogás em Pernambuco 

Qual o objetivo da economia circular?

Diante disso, a ideia de economia circular surge como alternativa para mudar as relações e construir um novo mindset. Mas como isso acontece? Segundo Carolina Hoth, Analista de Projetos da TriCiclos – empresa que atua na cadeia de produção, consumo e descarte de resíduos, minimizando os impactos produzido pelas empresas – isso é possível através da potência que a ideia circular possui em solucionar os desafios ambientais e sociais que enfrentamos na atualidade.

Com esse paradigma sustentável, abre-se o “caminho para a construção de novos modelos de relacionamento e de negócios, restaurativos e regenerativos por princípio, de forma que o próprio conceito de lixo seja eliminado e os materiais circulem no seu máximo valor por mais tempo”, pontua Carolina.

No entanto, muitas indústrias ainda funcionam com o modelo linear, por isso, pensar em economia circular é algo que precisa ser feito quanto antes, para construir um futuro com impactos positivos. “Não adianta apenas tentar encaixar na circularidade em produtos e processos que foram desenhados para a linearidade, é necessário ir além e de fato repensar todo o modelo, projetando para a circularidade desde o início, de forma sistêmica e holística”, afirma Carolina.

“O conceito de lixo foi inventado por nós, seres humanos, uma vez que não existe essa relação na natureza. E a boa notícia é que se criamos o conceito, também seremos capazes de acabar com ele”, ressalta.

O manifesto da Ideia circular

Você já ouviu falar sobre o  manifesto da Ideia circular? O manifesto foi inspirado no conceito Cradle to Cradle (C2C, ou do Berço ao Berço), de Michael Braungart e William McDonough, que destaca os resíduos como nutrientes e defende o uso de energias limpas e renováveis. Vale a pena dar uma olhadinha e ficar por dentro desse movimento!

E você já conhecia sobre a economia circular? Conta pra gente nas redes sociais!

Compartilhe nas redes sociais

Matérias Relacionadas

Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, analisar tráfego e proporcionar uma experiência mais segura para os nossos usuários. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações. Aceitar