Mulheres de Origem:  a natureza da nossa energia

Mulheres de Origem: a natureza da nossa energia

03/12/2021

Igualdade de gênero e energia limpa e acessível para todos. Esses são dois dos objetivos globais de desenvolvimento sustentável da ONU para a Agenda 2030. Por isso, o papel da atuação de mulheres na disseminação do uso da energia renovável - um setor ainda predominantemente masculino - é tão importante na sociedade atual. 

Com o avanço da energia renovável no mundo, além de seus benefícios ao planeta e qualidade energética, estamos construindo outro motivo para comemorar: o aumento de mulheres na categoria. De acordo com uma pesquisa realizada pela Agência Internacional de Energia Renovável (Irena) em 2020, o setor atingiu 32% de presença feminina, enquanto o de combustíveis fósseis atingiu 22%.

Empoderamento feminino e inclusão

Aumentar o empoderamento das mulheres é uma meta de direitos humanos e de desenvolvimento social. Alcançar um ambiente de trabalho diversificado que prospere internamente e seja, de fato, inspirador, faz parte disso. O equilíbrio de gênero hoje é um componente-chave para a expansão da diversidade e da inclusão nas empresas.

"Quando entrei na Órigo, é até engraçado falar, porque eu estava preparada para ver só homem, não esperava ver tantas mulheres assim", comenta Thainá Santos. "Acho que cada vez mais estamos chegando aonde já deveríamos estar. Ainda não está perfeito, mas estamos em um caminho brilhante", acrescenta ela.

Para Janaina Cerqueira, esse momento de transição é de extrema importância para a evolução dos negócios, o modo de consumir energia e a representatividade das mulheres. "Estou há quatro anos na empresa e esse é realmente um orgulho que tenho: quando olho para trás e vejo que isso era uma ideia que a gente tinha no papel, e hoje a gente realmente muda a forma como se consome energia no país", afirma.

 A energia transformadora das mulheres

Na Órigo, as mulheres representam uma força transformadora e, pensando em mostrar isso ao mundo, o documentário "Mulheres de Origem, de onde vem a nossa energia" foi desenvolvido. Com foco em empoderamento feminino e equidade de gênero, o projeto relata o trabalho de mulheres que operam na construção de fazendas solares em Papagaios, Minas Gerais. 

Ressaltando como a representatividade é incorporada como um elemento essencial para a transformação do setor elétrico brasileiro, a empresa possui mais de 300 colaboradores, desses 50 % são mulheres, operando no dia a dia das fazendas solares. Das lideranças, 45 % também são mulheres. 

Para Tatiana Fischer, Head de Marketing e Sustentabilidade, esse é só o começo de um futuro pautado em diversidade e valorização de quem constrói a história da energia renovável e a transição energética no Brasil. "Ninguém muda o mundo sozinho, essa construção precisa de ser coletiva. Esse é um convite para os outros players do mercado entrarem nessa nova composição na forma de se gerar energia", diz a executiva.

Assista o documentário completo:

Série Mulheres de Origem

O projeto Mulheres de Origem também convida o público a conhecer a história de algumas das muitas mulheres que fazem parte da evolução da Órigo ao longo dos anos e do setor de energia renovável brasileiro.

Acompanhe a história de Thainá Santos:

Acompanhe a história de Janaína Cerqueira: 

Acompanhe a história de Milena Menezes:

Compartilhe nas redes sociais

Matérias Relacionadas

Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, analisar tráfego e proporcionar uma experiência mais segura para os nossos usuários. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações. Aceitar