Exemplos de tecnologias sustentáveis: 3 aspectos tecnológicos que prometem mudar o mundo

Exemplos de tecnologias sustentáveis: 3 aspectos tecnológicos que prometem mudar o mundo

16/12/2020

Tecnologia e inovação são fatores cada vez mais relevantes e desejados no mundo. Independente do setor, hoje todos os negócios pensam em formas de se diferenciar e melhorar seu desenvolvimento. Ver o ritmo e o potencial de transformação que a inovação tecnológica vem sendo aplicada para resolver questões como: reduzir as emissões de carbono, conter mudanças climáticas, mobilidade e melhorar o acesso e a qualidade da saúde - é, de certa forma, animador.   

Nesse sentido, cenários relacionados a transição energética, automóveis movidos a eletricidade e a interação com inteligência artificial, estão ganhando mais evidência.  Estaríamos nós chegando na era "singularity", estabelecida por John von Neumann, em 1950? Segundo o matemático, que contribuiu para a criação da computação, o termo se refere ao momento em que a civilização atingirá aspectos tecnológicos tão avançados, que a sociedade será transformada por inteira. 

Leia também: O consumo consciente como atitude desejável 

Tecnologias sustentáveis em expansão

Há diversos estudos que apontam que daqui a alguns anos, impactos ambientais, como a pegada de carbono e a utilização de fontes fósseis, serão vistos como inaceitáveis na sociedade. De acordo com o relatório Top 10 Emerging Technologies 2020, publicado em novembro, a tendência é que progressivamente mais empresas, indivíduos e políticas governamentais, passem a buscar formas acessíveis de minimizar esses impactos. As tecnologias sustentáveis devem ganhar mais espaço e contribuir para o desenvolvimento de uma transformação energética de longo alcance que beneficie a todos.

Veja abaixo três exemplos de tecnologias sustentáveis que prometem mudar o mundo segundo o estudo:

1. Indústria química movida a energia solar 

Você sabia que um novo aspecto tecnológico traz a promessa de reduzir as emissões de gases poluentes da indústria química usando a energia solar? A tecnologia é vista como uma alternativa positiva, já que a fabricação de muitos dos produtos químicos que necessitamos, como medicamentos, requer combustíveis fósseis em alta escala para sua fabricação. 

Segundo o relatório, o processo está se tornando viável graças aos avanços nos catalisadores de luz solar, conhecidos como fotocatalisadores. Pesquisadores desenvolveram o projeto que pode ser utilizado em diversos produtos do setor, capaz de converter o dióxido de carbono residual em materiais menos agressivos e poluentes.

Você sabe o que é economia circular?

2. Cimento com baixo teor de carbono

Tecnologia, meio ambiente e sustentabilidade são temas cada vez mais interligados. Nos últimos anos, tem sido inevitável falar sobre o assunto e buscar alternativas que gerem menos impactos ao planeta, inclusive, no ambiente da construção civil. Um dos "vilões ambientais" do setor é o cimento, que representa cerca de 8% das emissões globais de CO2.  A cada ano, cerca de 4 bilhões de toneladas de cimento são produzidas no mundo. 

O número é tão alto que se o produto fosse comparado com um país, seria escalado como o terceiro mais poluente, ficando atrás da China e dos Estados Unidos. Por isso, pesquisadores e startups estão trabalhando na implantação de abordagens de baixo teor de carbono, através de uma tecnologia de captura e armazenamento que diminui os poluentes. Apesar de a indústria ainda ser bem resistente a mudanças, a ideia é que diretrizes de sustentabilidade como essa cheguem o mais rápido possível por todo setor.

Você viu? A importância da mobilidade sustentável 

3. Tecnologia para aviação elétrica

Bikes, patinetes e carros movidos a energia já são uma realidade presente na maioria dos países pelo mundo. Agora, a aviação elétrica está mais perto do que pensamos. E quais os benefícios disso? Chamada de "propulsão elétrica", a inovação permitiria que as viagens aéreas cortem as emissões poluentes e reduzam os custos de combustível em grandes companhias. Colaborando também para a diminuição de exportação do mesmo.

Entre as empresas que estão trabalhando em tecnologia nesta área estão a NASA, a Airbus, e a MagniX, que possuem aeronaves de teste destinadas a viagens privadas ou de transporte regional, são mais de 170 projetos em desenvolvimento. A Airbus, chegou a divulgar que possíveis aviões elétricos de 100 passageiros devem estar prontos até 2030. Recentemente, a  EMBRAER e a EDP, distribuidora de energia de Portugal, também fizeram um acordo para avançar no desenvolvimento de tecnologia de baterias para a aviação na América Latina.

Essas tecnologias demonstram que buscar maneiras de expandir o potencial de inovações sustentáveis que existem no mundo é transformador para construirmos uma sociedade e um mundo melhor para todos. Negócios e empresas, em particular, podem gerar um papel significativo para desempenhar mais essas discussões. No caminho para democratizar o acesso à energia renovável pelo país, estamos juntos nessa causa! 

Compartilhe nas redes sociais

Matérias Relacionadas

Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, analisar tráfego e proporcionar uma experiência mais segura para os nossos usuários. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações. Aceitar