ventilador no escritório para representar "ventilador gasta mais que ar-condicionado"

Ventilador gasta muita energia?

Em épocas mais quentes do ano, a procura por itens que aliviam a temperatura cresce de maneira exponencial. Os ventiladores, por exemplo, são alguns dos aparelhos mais demandados. Mas, por ser bastante usado nesse período, é comum que o consumidor se pergunte se o ventilador gasta muita energia. 

A verdade é que o valor energético gasto pode variar entre esses equipamentos, mas há algumas dicas que te farão economizar ainda mais, e perceber a diferença na conta de luz no final do mês. Vem com a Órigo e confira!

Quanto um ventilador gasta de energia por mês? 

Os gastos de energia de um ventilador podem variar de acordo com o seu modelo e o padrão de uso. 

Considerando um ventilador de teto, por exemplo, o consumo é, em média, 28,8 kWh. Isso é com base no uso de 8 horas por dia e em um período de 30 dias.

Para saber o consumo do modelo que você tem na sua casa, basta fazer a seguinte conta:

  • potência do ventilador em Watts x horas diárias de uso x quantidade de dias usados por mês x preço em reais da tarifa elétrica da região que você mora= resultado / 1000.

A velocidade do ventilador influencia no consumo de energia?

Em geral, a velocidade do ventilador pode, sim, influenciar no consumo de energia. Quando você aumenta a velocidade do aparelho, ele realiza um trabalho ainda maior para gerar movimento, resultando em um valor energético mais alto. 

Se você deixá-lo em uma velocidade menor, ele vai consumir menos eletricidade. No entanto, ele não irá te proporcionar uma experiência de resfriamento eficiente. 

Ventilador de teto gasta mais que o ventilador portátil?

Para saber qual tipo de ventilador gasta muita energia, é preciso levar em consideração alguns pontos importantes, como:

  • tamanho;
  • velocidade;
  • uso.

Baseando-se nesses fatores, entende-se que o ventilador de teto gasta mais energia em relação à versão portátil. Ele necessita de pás maiores para ventilar todo o ambiente de maneira uniforme. 

Já os ventiladores de chão ou de mesa, por exemplo, possuem pás e estrutura de ventilação menor e ventilam de acordo com a sua capacidade de rotação.

Como economizar energia com o ventilador?

Agora que você já sabe o consumo de um ventilador, levando em conta os pontos citados acima, é essencial adotar algumas medidas para economizar energia. Veja algumas dicas a seguir!

Ajuste a velocidade

A primeira dica para economizar energia com o ventilador é sempre ficar de olho na velocidade. Se possível, use a velocidade mínima dele e reserve a capacidade máxima para situações de extrema necessidade, como em temperaturas mais elevadas. 

Combine seu ventilador com a circulação de ar natural

Quando for possível, abra as janelas e deixe o ar natural entrar, permitindo que haja circulação natural de ar fresco. Dessa maneira, você evita o uso do ventilador e faz a sua conta de luz vir mais barata

Considere investir em energia solar 

A energia solar é uma fonte renovável e 100% sustentável, capaz de deixar a sua conta de luz mais barata. Ao invés de poupar o uso máximo do seu ventilador, com ela, você consegue ter a melhor experiência para se refrescar e também economizar. 

Com o sistema de crédito de energia solar da Órigo, você não precisa realizar investimentos, obras ou a compra de equipamentos para receber a energia solar na sua casa. 

Pelo contrário, ela é gerada nas fazendas solares e distribuída na rede elétrica local, chegando até a sua residência e gerando uma economia na conta de luz.

É fácil, simples e descomplicado. A forma de contratação é 100% online para Pessoa Física. Quer saber mais? Acesse nosso site e comece a economizar já!

Clube Órigo Pro: Seja um parceiro e rentabilize com indicações!

Assine nossa
newsletter