rede de transmissão de energia para representar geração, distribuição e transmissão de energia elétrica

Entenda o que é geração, distribuição e transmissão de energia elétrica!

Quando você carrega o seu celular, acende uma lâmpada ou liga um eletrodoméstico, é provável que você não tenha parado para pensar em todo o processo que acontece por trás para a eletricidade chegar até a sua tomada. Contudo, é sempre bom lembrar que a geração, distribuição e transmissão da energia elétrica são os pilares que sustentam esse estilo de vida moderno.

Pensando nisso, neste artigo você entenderá as etapas da transmissão de energia, as formas em que a distribuição de eletricidade acontece, e ainda descobrirá as diferenças entre esses três fenômenos. Veja!

O que é geração de energia?

Em suma, a geração de energia concede a produção de eletricidade em larga escala, permitindo que as necessidades pessoais da atualidade sejam atendidas de maneira eficiente. 

Na prática, ela envolve a conversão de inúmeras fontes. Gás natural, combustíveis fósseis, energia solar, eólica e hidrelétrica são algumas delas, cada uma tendo sua própria metodologia para a geração distribuída

Como funciona o sistema de transmissão de energia elétrica?

O sistema de transmissão pode seguir etapas diferentes, levando em consideração o tipo de fonte. Mas, em geral, ele funciona seguindo alguns passos. Veja!

1. Estação de geração

Conforme dito anteriormente, existem inúmeras fontes de energia no Brasil, porém em termos de geração, a hidrelétrica ganha destaque. Portanto, as estações de geração denotam o primeiro passo para que a transmissão de eletricidade efetivamente ocorra. 

2. Subestação de transmissão

A energia elétrica gerada na estação não segue diretamente para as estações de transmissão. Antes disso, ela precisa realizar um “upgrade” da sua voltagem nos transformadores. 

3. Linhas de transmissão

As linhas de transmissão são aquelas famosas torres de alta-tensão, que visam levar a energia elétrica para as cidades. 

Como estratégia de evitar que a eletricidade seja reduzida no percurso, ela é transmitida em alta voltagem — esse também é um dos motivos pelos quais não é possível construir praças, residências, comércios e indústrias nesses locais. 

4. Subestações de distribuição

Nos corredores das subestações de distribuição, um processo crucial acontece. É aqui que a eletricidade passa por transformadores de tensão, quando sua potência é cuidadosamente ajustada para continuar seguindo até o destino. 

5. Fiação dos postes

Chegamos na etapa (e última) em que a energia finalmente passa para a fiação dos postes. Nesse processo ela é reduzida em termos de voltagem, para que consiga chegar até as residências e empresas sem causar qualquer tipo de problemas na fiação por excesso de carga. 

Quais são as formas de distribuição de energia elétrica?

Ao longo dos anos, a busca por soluções de distribuição eficiente de energia levou a humanidade a explorar uma variedade de métodos. A rede de distribuição convencional, por exemplo, é o sistema mais comum, com fios e cabos que levam eletricidade das subestações para as casas. 

Além disso, a microgeração e a geração distribuída têm ganhado destaque, permitindo que indivíduos e empresas gerem eletricidade localmente e a distribuam diretamente, muitas vezes com fontes renováveis.

Outra tendência é a implementação de “smart grids” (redes elétricas inteligentes). Essas redes incorporam tecnologia para otimizar a distribuição de energia, permitindo uma resposta mais rápida às flutuações de demanda e acomodando fontes intermitentes, como a energia solar, de maneira mais eficaz.

Falando em fontes renováveis, a energia solar tem ganhado destaque nos últimos tempos por motivos simples e óbvios: trata-se de uma fonte energética limpa, 100% renovável e que não agride o meio ambiente. Sem contar que, dependendo da maneira em que é utilizada, acaba sendo mais econômica para residências e negócios. 

O que é linha de transmissão de energia elétrica?

Em tópicos anteriores, a linha de transmissão foi abordada como parte fundamental do processo que compõe o sistema de transmissão de energia elétrica. No entanto, ela é muito importante e precisa ganhar destaque. 

Em termos simples, as linhas de transmissão de energia são uma intrincada rede de estruturas e cabos que transportam a eletricidade gerada em usinas até os centros urbanos e áreas onde a demanda por energia elétrica é mais alta. Essa jornada pode envolver longas distâncias, desde usinas localizadas em áreas remotas até cidades em crescimento.

O segredo para a eficácia das linhas de transmissão está na alta-tensão. Quando a eletricidade é gerada, ela é inicialmente produzida em uma voltagem mais baixa. No entanto, para transportá-la por longas distâncias, a voltagem é aumentada substancialmente. 

Conforme visto, esse processo é feito em subestações, onde os transformadores elevam a voltagem da energia. A alta-tensão permite que a eletricidade viaje com eficiência através das linhas de transmissão, minimizando perdas.

Diferença entre geração, distribuição e transmissão de energia elétrica

Agora que você conhece os passos que envolvem desde a geração de energia elétrica até a sua chegada em residências e empresas, confira, de maneira resumida, a diferença entre geração, distribuição e transmissão de energia elétrica!

Geração de Energia Elétrica

  • Processo de converter fontes de energia (como carvão, gás natural, vento, sol, entre outros) em eletricidade;
  • Geralmente ocorre em usinas, onde a energia é produzida a partir de diferentes fontes e transformada em corrente elétrica.

Distribuição de Energia Elétrica

  • Etapa intermediária entre a geração e a transmissão, em que a eletricidade é levada das usinas ou centros de geração para áreas urbanas e rurais;
  • É realizada por meio de subestações, que reduzem a voltagem para níveis seguros, e linhas de distribuição que percorrem ruas e bairros.

Transmissão de Energia Elétrica

  • Transporte de eletricidade em alta-tensão por longas distâncias, desde as usinas até os centros de distribuição;
  • Usam-se torres de alta-tensão e cabos condutores para minimizar perdas no processo de transporte.

Agora que você já sabe a diferença entre geração, distribuição e transmissão de energia elétrica, que tal conhecer uma alternativa que já é tendência no mercado, 100% sustentável e econômica?

A energia solar é uma fonte limpa que promove inúmeros benefícios para quem a utiliza, desde a facilidade de instalação e a economia na conta de luz até a consciência ambiental. 

Na verdade, com a Órigo, você não precisa investir em instalação e nem em equipamentos. Por meio do crédito de energia solar, a empresa utiliza a própria rede local de distribuição de eletricidade de sua residência ou empresa para fornecer a energia solar e contribuir com a economia na sua conta de luz no final do mês. 

O melhor de tudo, é que o processo é prático, ágil, e 100% online e você pode contar com o Clube Órigo, um sistema de pontuação que você indica alguém para aderir ao crédito, e pode acumular pontos que podem ZERAR a sua fatura.

Quer saber mais? Acesse o nosso site e comece a economizar já. 

Assine nossa
newsletter