Compostagem: tudo sobre

Você já pensou em praticar compostagem na sua casa? A compostagem é uma excelente opção para quem deseja reduzir a quantidade de lixo que é descartado diariamente no meio ambiente e, além disso, é uma boa opção para você nutrir o seu jardim e horta com adubos mais naturais. 

O que é compostagem?

 A compostagem é um processo pelo qual resíduos orgânicos, como casca de ovos, verduras e legumes, são decompostos e transformados em um adubo natural chamado composto.

Esse processo só ocorre devido à presença de oxigênio nas composteiras, que são capazes de transformar esses resíduos em estercos para serem utilizados no dia a dia das residências.

Quais são as formas de fazer compostagem?

Existem duas formas para realizar a compostagem em casa. Ambas são bem simples e você não precisa de muitos insumos para a produção. 

Compostagem seca: a compostagem seca acontece com o auxílio de microrganismos, como os fungos e as bactérias, que serão responsáveis por transformar todo o lixo orgânico em  adubo.  Se você optar por realizar esse tipo de compostagem em sua residência, é necessário saber que esse é um processo mais lento de transformação do lixo em adubo e  geralmente pode durar em torno de dois a três meses para que todo o resíduo esteja em condições de uso.

Vermicompostagem: esse processo de transformar os lixos em esterco é um dos mais conhecidos e também um dos mais utilizados por muitas pessoas, já que, para realizá-lo, é necessário contar com o suporte de minhocas, que serão responsáveis por transformar o lixo orgânico em húmus. Ao realizar a vermicompostagem, você terá o seu adubo em um período mais curto. Em até um mês, ele estará pronto para ser utilizado.

Os benefícios de realizar a compostagem

Segundo relatório divulgado pela Agência Brasil, em média, cada pessoa gera aproximadamente 1 quilo de lixo por dia. Em um ano, cada brasileiro pode chegar a produzir 343 quilos! E, como o Brasil é um país extremamente populoso, em um ano, produzimos mais de 80 milhões de toneladas de  resíduos.  

Esse é um dado bastante preocupante, afinal, quanto mais lixo descartado incorretamente, maior a produção de gases poluentes no meio ambiente, gases esses que são responsáveis pelo aceleramento do  aquecimento global e do efeito estufa.

Um dos principais benefícios de se realizar a compostagem é que você contribui com a redução de lixos que seria descartada nos aterros sanitários. A seguir, conheça outras vantagens de se realizar a compostagem.

●      Reciclagem de resíduos orgânicos;

●      Utilização de fertilizantes naturais;

●      Diminuição da contaminação do ar e do solo;

●      Redução na quantidade de plásticos descartados diariamente. 

Leia também: Carbono Azul o que é e sua importância

Como fazer compostagem?

Agora que você já sabe o que é compostagem e os diversos benefícios que ela traz ao meio ambiente, com certeza você ficou interessado em começar a sua, certo? Vamos ajudá-lo nesse processo.

1. Defina onde será feita a compostagem: o primeiro passo para realizar a compostagem é escolher o local no qual você depositará os resíduos. Podem ser caixas que já são vendidas para esse fim ou, até mesmo, vasos plásticos e pallets.

2. Escolha um local arejado: para produzir a compostagem em sua casa, é fundamental que ela fique em um lugar com boa circulação de ar e luz solar.

3. Comece a sua compostagem: para começar a fazer a compostagem, é simples: você vai precisar adicionar uma camada de material orgânico, ou seja, folhas, grama cortada, casca de ovos e  frutas que já passaram do prazo, vale destacar que frutas como: laranja, acerola, ameixa, kiwi entre outras frutas cítricas não devem ir para a sua composteira.  

4. Insira materiais secos: é extremamente importante incluir materiais secos durante esse processo, como: palhas, papelão rasgado, folhas, guardanapos, entre outros.

5. Misture os “ingredientes” da sua compostagem: agora que você separou todos os materiais necessários, é fundamental deixá-los bem juntos na caixa para que o processo de compostagem comece a fazer efeito. 

6. Regue sua composteira: materiais misturados... é hora de adicionar um pouquinho de água para manter os resíduos úmidos. Lembre-se: é importante que os resíduos não fiquem extremamente molhados. 

7. Hora de descansar: após ter reunidos os resíduos e ter aguado a sua composteira, é preciso que o composto descanse por aproximadamente cinco dias. Depois desse período, repita novamente o processo constantemente até que a compostagem esteja pronta para ser usada.

Para a sua compostagem ficar totalmente pronta, vai depender de inúmeros fatores, como: o tipo de material que você está usando e as condições do ambiente, mas, de forma geral, o adubo pode levar meses ou um ano. Quando o composto estiver pronto, ele deverá ter a aparência de terra fértil e apresentar um odor agradável, combinado? Gostou do conteúdo?

Se você se interessa por temas relacionados a meio ambiente, sustentabilidade e consumo consciente, o blog da Órigo tem uma editoria especial sobre o assunto, que você pode conferir clicando aqui!

Assinando com a Órigo você pode economizar:

10%

de economia mensal com energia limpa e renovável

Economize agora

Assine nossa
newsletter