Como o mundo está se adaptando à consciência ambiental?

Como o mundo está se adaptando à consciência ambiental?

27/01/2021

Educação e conscientização são fatores que orientam a população a tomar decisões mais responsáveis e compreender a importância de abordar com frequência assuntos relativos aos impactos ambientais. Além disso, podem incentivar mudanças de atitudes, que sejam mais benéficas para o ecossistema. Por isso, falar de consciência ambiental, ou consciência ecológica para alguns, é tão importante atualmente.

Se pararmos para analisar, veremos que muitos dos problemas ambientais que conhecemos se alastraram após a Segunda Guerra Mundial, com a Revolução Industrial. Isso nos leva à conclusão de  que, como consequência da industrialização, da urbanização e do comportamento do homem, elevamos  grande parte das emissões poluentes que degradam o planeta.

Nos últimos anos, a saúde ambiental virou pauta mais frequente. Ainda assim, é preciso se movimentar mais. A economia mundial tem investido em educação ambiental e em campanhas para promover a conscientização climática, mas os resultados ainda não são suficientemente satisfatórios como necessitamos.

Leia também: Tecnologias sustentáveis: aspectos tecnológicos que prometem mudar o mundo 

Então, o que é consciência ambiental?

Ter consciência ambiental é compreender que fazemos parte de todo o meio e perceber que as agressões à natureza, na verdade, refletem em nossa própria vida. Essa consciência ecológica deve ser uma aprendizagem contínua ao longo da vida, enfatizando a complexidade das problemáticas ambientais e o uso de abordagens educacionais acessíveis para a sociedade inteira.

A consciência ambiental também é vista como um elemento essencial em resposta às mudanças climáticas, envolvendo pautas como desenvolvimento sustentável, aquecimento global, pegada de carbono, energia renovável e até mesmo mobilidade urbana. Por isso, a participação ativa da sociedade e do governo, e a responsabilidade individual e coletiva pelo meio ambiente são realmente necessárias.

3 exemplos de consciência ambiental: Você tem feito a sua parte?

Apesar de ser um trabalho contínuo, que tende a crescer, é possível notar que cada vez mais o mundo está se adaptando à consciência ambiental. Veja três exemplos que demonstram isso:

1. A concepção da retomada verde

A Retomada Verde é um dos casos de consciência ambiental em evidência. O movimento global representa uma economia mais sustentável e inclusiva, que investe em setores estratégicos e usa com consciência os recursos, resultando em mais empregos e melhorias econômicas e ambientais, por exemplo, com a diminuição de gases do efeito estufa.

A ideia ganhou repercussão com a pandemia de coronavírus, pois retomar os recursos econômicos como eram antes da crise pode gerar mais problemas que soluções no futuro. Além disso, pensar em uma economia "mais verde" incentiva a economia circular e o surgimento de cidades mais sustentáveis. Temos uma matéria falando sobre isso aqui.

Leia também: O consumo consciente como atitude desejável 

2.  A busca por consumo consciente 

O movimento de consumo consciente também tem aumentado. Pessoas que aplicam o termo a sua rotina tendem a praticar não só atos que resultam em benefícios imediatos, como o não desperdício da água e reciclagem de resíduos, mas também atos que resultam em benefícios a longo prazo.  Alguns exemplos são comportamentos mais ativos em prol do bem comum, seja votar em um político que defenda temas ambientais, ou poupar os malefícios de todo ciclo de vida de um produto.

Entende-se por meio ambiente o ambiente natural e construído, aspectos sócio-ecológicos e econômicos e a dimensão política das questões ambientais. Por isso, quando falamos de consumo consciente estamos falando para muito além do consumo em si, mas sim de escolhas. É sobre a importância de fazer escolhas melhores. Hoje, as pessoas podem acessar informações a qualquer hora e em qualquer lugar. Então, por que não usarmos essa facilidade em acompanhar notícias e tendências como uma ferramenta aliada para o consumo consciente?

Você viu? Entenda o que é transição energética e sua importância 

3.  Uso da energia renovável 

Além de comportamentos e práticas sustentáveis, ter consciência ambiental inclui mudanças impactantes, como a utilização de energias renováveis. Isso porque a queima de combustíveis fósseis para geração de energia é a maior fonte de emissões globais de GEE. Segundo uma pesquisa do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), as emissões de CO2 de combustíveis fósseis e processos industriais globais contribuíram com cerca de 78% do aumento total das emissões de GEE entre 1970 e 2010.  

Grande parte da matriz energética mundial ainda depende da produção das usinas hidrelétricas, mas isso tem mudado. No Brasil, o setor tem se destacado, segundo o Balanço Energético Nacional 2020, nosso país conta com uma das matrizes elétricas mais renováveis do mundo –  o setor atingiu 83,0% com fontes limpas, em 2019.  Já de acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), nos próximos anos, a fonte deverá alcançar 7 gigawatts de capacidade instalada – equivalente à meia hidrelétrica de Itaipu. 

Agora, cabe a nós, sociedade, fazer o exercício de entender que os riscos ambientais afetam diretamente contextos não só ecológicos, mas culturais e sociais como um todo. Só assim conseguiremos expandir a consciência ambiental pelo mundo. E essa é uma mudança positiva para todos.

Compartilhe nas redes sociais

Matérias Relacionadas

Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, analisar tráfego e proporcionar uma experiência mais segura para os nossos usuários. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações. Aceitar