A importância da educação ambiental

A importância da educação ambiental

09/10/2020

Educação ambiental é um tema de extrema relevância, que vem ganhando espaço na sociedade, nos órgãos públicos e no ambiente escolar. Não à toa, o termo também tem se destacado por causa da pandemia de coronavírus e das recorrentes queimadas no pantanal brasileiro. 

Afinal, questões como ética, valores e respeito podem ser ensinadas desde cedo. Na educação ambiental, não é diferente. Educar sobre a preservação do ecossistema, consumo consciente e melhores práticas são ensinamentos que devem começar ainda na infância e ser propagados para o resto da vida.

Contudo, mais importante do que isso, é saber que nunca é tarde para aprender. Inclusive, nos últimos anos, diversos cursos acadêmicos foram desenvolvidos para expandir ainda mais o conhecimento sobre a área. Então, sempre é possível saber mais!

Leia também: A importância da mobilidade sustentável

Política Nacional de Educação Ambiental

Mas o que realmente significa educação ambiental? Basicamente, o termo se refere a um conjunto de ações sustentáveis voltadas para a conservação do planeta e o ciclo da vida.

Ao pé da letra, são os “processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade”, diz a Política Nacional de Educação Ambiental.

Aliás, se você não sabia, desde 1999, a educação ambiental é lei no Brasil. Desde então, todas as escolas têm o dever de ensinar, incentivar e conscientizar os alunos sobre a cenário. Então, sempre é um bom momento para falar sobre o tema com a criançada, não é?

Leia também: 5 dicas para uma vida mais sustentável

Educação ambiental e cidadania andam juntos!

Como você deve ter percebido, a modalidade atua, principalmente, na conscientização sobre os impactos cotidianos. Por isso, ela deve andar alinhada com o desenvolvimento sustentável. Ah, já falamos sobre isso aqui! Você viu? 

Para que essa conscientização pública seja constante é preciso implantar projetos de educação ambiental, incentivar a sustentabilidade e promover mudanças de comportamento.

Mas é importante lembrar que, mais do que um componente ativo para a implantação de hábitos sustentáveis, a educação ambiental é fundamental para que as pessoas se tornem mais conscientes e pensem em construir um futuro responsável para as próximas gerações. Não se esqueça disso, combinado?

Como introduzir a educação ambiental para as crianças?

Agora que você já sabe a importância da educação ambiental, que tal aproveitar para introduzir o assunto na rotina dos pequenos? Mas lembre-se de levar essas práticas continuamente e abordar assuntos que estimulem e produzam resultados que estejam ao alcance deles.

  1. Contato com a natureza  H3

Sempre que possível possibilite contato com a natureza. Crescer em um ambiente com árvores, terra e animais faz toda a diferença. Até um passeio no parque pode ensinar muito! 

  1. Que tal fazer uma horta? H3

Já pensou em fazer uma horta em casa? Simples e prática, essa atividade trabalha muitos conceitos entre as crianças, como paciência, boa alimentação e a relação com o meio ambiente. Sem contar que cultivar uma horta e, depois, comer as verduras e os legumes plantados é muito legal (e mais saudável).

  1. Ensine sobre a coleta seletiva e a reciclagem H3

Umas das práticas sustentáveis mais fáceis de ensinar às crianças é a coleta seletiva. Por conta das cores, é muito mais divertido para  a memorização dos significados de cada um. Adote em sua casa as lixeiras coloridas e incentive a reciclagem.

  1. Conte histórias que envolvem o meio ambiente H3

Um dos momentos em que as crianças mais aprendem é durante a leitura de histórias. Que tal aproveitar esse espaço para ler algo sobre a educação ambiental? Atualmente existem diversas editoras que investem em uma linguagem lúdica sobre o assunto para os pequenos. Vale a pena pesquisar!

  1. Incentive o uso de brinquedos ecológicos H3

Para a criançada ainda menor, uma prática eficaz para inserir o tema aos poucos são os desenhos. Faça incentivos para que eles usem a criatividade para abordar conceitos que representam o meio ambiente e o consumo consciente. Também vale investir em brinquedos ecológicos, como os de madeira. A durabilidade é muito maior que os de plástico, além de serem muito fofinhos!

Quer saber sobre o assunto? O Guia de Educação Ambiental, produzido pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA), pode te ajudar! E o melhor de tudo é que você pode acessá-lo online aqui

Que tal aproveitar para nos contar também se a educação ambiental fez parte de sua infância ou da sua família? Separamos um post especialmente para você sobre o assunto em nosso Instagram! Confere lá!

Compartilhe nas redes sociais

Matérias Relacionadas

Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, analisar tráfego e proporcionar uma experiência mais segura para os nossos usuários. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações. Aceitar