5 mentiras que fizeram você desacreditar na energia solar

5 mentiras que fizeram você desacreditar na energia solar

06/03/2018

Conta de energia em alta, energia que polui o meio ambiente, pouca liberdade de escolha. Essas são somente algumas das principais queixas dos consumidores quando o assunto é energia elétrica.

Com a crescente procura por formas alternativas, a energia solar vem se consolidando como a melhor opção do mercado. Além das vantagens para o planeta, a energia solar ainda pode ser sinônimo de economia na sua conta.

Porém, ainda existem muitos mitos e muitas lendas rondando o uso da energia solar. Nós separamos 5 mentiras sobre energia solar que fizeram acreditar que ela não fosse pra você. Confira para esclarecer esses mitos de uma vez por todas e que essa explicação possa contribuir na sua decisão de optar por um sistema de energia solar. Comece a leitura com uma certeza: energia solar vale a pena!

 

1.Energia solar é igual a aquecimento solar?

Não. A energia solar é uma fonte alternativa à energia elétrica. Já o aquecimento solar é utilizado apenas como fonte de calor para água de chuveiro ou piscina.

A energia solar é limpa e renovável, promovendo ainda mais sustentabilidade ao planeta. Somado a tudo isso, com a energia solar, você tem a liberdade de escolha da origem da sua energia. Aqui na Órigo, você ainda pode economizar até 10% na sua conta sem investir nada e ainda monitora sua economia em uma plataforma online exclusiva.

 

2.Usar energia solar é muito caro!

Pelo contrário! Se você optar por uma modalidade como a Fazenda Solar, você não precisa investir nada e ainda pode conseguir uma economia de até 10% na sua conta de energia elétrica do seu comércio.

Se preferir instalar Telhados Solares, hoje você já conta com uma série de linhas de crédito para financiamento do sistema de energia solar. Após um certo período, o sistema se paga e sua fonte de energia é inesgotável! Pense assim: se você deixasse esse investimento no banco, seu rendimento diminuiria ao longo dos anos e você perderia dinheiro.

 

3.Ainda não tem muita gente usando.

Atualmente, mais de 17 mil unidades residenciais já produzem sua própria energia elétrica. Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSolar), atualmente o setor de energia solar cresce a uma taxa de 300% ao ano e, até o final de 2017, a estimativa de investimentos chegou a R$4.5 bilhões.

De acordo com as projeções da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), até 2026, a capacidade de geração de energia solar nesse formato pode aumentar 20 vezes.

Nós aqui da Órigo Energia planejamos finalizar 2018 com uma operação total de até 10 Fazendas Solares, atendendo em torno de quatro mil clientes. É muita gente se beneficiando com uma fonte de energia limpa, mais econômica e inesgotável!

 

4.Só compensa pra quem é dono de indústria ou grande empresa.

Hoje, quase 80% das unidades consumidores de energia distribuída (geração própria) são residências. Somente 15% são unidades comerciais. Portanto, a expectativa é de que empresas de todos os portes passem a investir em geração própria, como forma de reduzir custos, acumular créditos junto à rede de distribuição principal e ainda se prevenir de aumentos tarifários previstos para os próximos anos.

 

5.Aqui em casa e na minha cidade faz pouco sol. Não vou poder usar?

Olha, claro que a potência solar é crucial para o processo, porém podemos te garantir que se na sua casa ou na sua cidade essa incidência é baixa, você ainda assim pode garantir os benefícios da energia solar. Como?

Simplesmente aderindo à modalidade de Fazenda Solar, na qual você se torna um consorciado do plano Basic e passa a receber energia solar limpa sem qualquer investimento. Se preferir optar pelo plano Plus, além da energia renovável e não poluente, você ainda pode ter uma economia de até 10% na sua conta de energia elétrica.

Compartilhe nas redes sociais

Matérias Relacionadas

Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, analisar tráfego e proporcionar uma experiência mais segura para os nossos usuários. Veja nossa Política de Privacidade para mais informações. Aceitar